Pré e pós operatório
 

Cirurgias realizadas na próstata 

No homem é freqüente a incontinência urinaria após as cirurgias de ressecção transuretral da próstata (RTU) e a prostatectomia radical, utilizadas amplamente no tratamento de hiperplasia benigna da próstata (quando a próstata esta aumentada de tamanho) e no câncer de próstata.

A freqüência da incontinência urinaria varia dependendo do tipo de cirurgia e da técnica cirúrgica, mas tende a melhorar de um a dois anos depois. Entretanto, alguns pacientes permanecem com esse quadro por toda a vida.

O tratamento fisioterapêutico consistirá em exercícios para o assoalho pélvico e eletroestimulação.

 

Cirurgias realizadas no períneo

As principais cirurgias realizadas no períneo são as correções para incontinência urinária, prolapsos de órgãos pélvicos e a popular perineoplastia que é uma cirurgia plástica íntima, onde a região perineal é reconstruída. Este procedimento costuma ser realizado em mulheres que tiveram laceração da musculatura da vagina.

Mesmo nos casos cirúrgicos a fisioterapia é extremamente importante já que o perineo é formado por fibras musculares que precisam ser fortalecidas.

 

 
Cirurgias realizadas na mama

O câncer de mama afeta vários aspectos físicos-funcionais da vida de uma mulher, saiba como a fisioterapia pode ajudar.

Prevenção e/ou tratamento de linfedema (aumento do volume do braço do mesmo lado da mastectomia)

Alívio das dores causadas pela quimioterapia e/ou radioterapia

Prevenção e/ou tratamento de aderência cicatricial

Recuperação  do arco de movimento do membro superior homolateral à cirurgia (do mesmo lado da mastectomia)

Prevenção e/ou tratamento de alterações posturais e dores musculares

Reabilitação das desordens respiratórias decorrentes do procedimento cirúrgico

O tratamento fisioterapêutico precoce tem como objetivos prevenir complicações, promover adequada recuperação funcional e, conseqüentemente, propiciar melhor qualidade de vida.